Este blogue é atualizado de acordo com os resultados obtidos após atenta e minuciosa pesquisa.
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

segunda-feira, 27 de junho de 2016

A

A DESORAS - fora de horas
ABEGÃO - carpinteiro
ABOMINÁVEIS - detestaveis, desprezíveis
ABROLHOS - contrariedades, sofrimentos
ABUSINADA - alapardada, sentada, refostelada
ACALANTOS - cantigas para adormecer crianças
ACÊRBA - severa, cruel
ACHANTRAR - (em calão) esconder
ACHEGAS - opiniões, auxílios, apontamentos
ACINTE - de propósito, de caso pensado
ACOITE - dar guarida, acolher
AÇORDA - migas de pão
ACOSSADAS - perseguidas, atormentadas
ACRISOLADO - purificado
AÇULADA - provocada, incitada
ACUTILANTE - fracturante
ADEJANTE - de movimentos livres, que voa
ADIÇA - mina de ouro que existiu entre Almada e Sesimbra. Serra de Portugal (Beja)
ADULADO - lisonjeado, bajulado servilmente
ADVERSOS - opostos, contrarios
AFÃ - ânsia, trabalho, sofreguidão
AFAGAR - acariciar, ameigar
AFIAMBRADA - apurada no trajar
AFICIONADOS - fãs de corridas de touros
AFOITO - corajoso, ousado, audaz
AGIOTA - interesseiro, especulador
AGOURO - previsão supersticiosa, bruxedo
AGRESTE - inculto, agressivo, bravio, grosseiro
AGUILHÕES - sofrimentos, vara com ponta de ferro usada para picar os bois
AJAEZADO - adornado, aparelhado
ALA-ARRIBA - voz que indica incitamento: "vamos, adiante, em frente
ALABASTRINO - branco de mármore
ÁLACRE - vivo, alegre
ALADO - com asas
ALAMAR - cordão de requife ou metal para abotoar a frente de vestuário
ALANCEIA - atormenta, aflige
ALARDE - aparato, ostentação, alarido
ALAZÃO - cavalo cor de canela
ALCANTILADA - talhada a pique
ALCANTIS - talhados a pique, íngremes
ALCATEIA - quadrilha de malfeitores
ALCATRUZES - vaso que passa pela nora com o qual se tira a água e o lodo
ALCOUCE - lugar de prostituição, bordel
ALEGRETE - (Manuel Teles da Silva. Marquês de Alegrete. Escritor e poeta amigo do fado
ALENTO" - ânimo, entusiasmo
ALEXANDRINO - diz-se do fado com doze sílabas
ALFANGE - sabre, espada curva
ALFIM - afinal, enfim
ALFOMBRA - campo arelvado
ALFORRIA - libertação
ALGOZ - carrasco, pessoa cruel
ALMOCREVE - condutor de bestas de carga, carregador
ALPERGATAS - sapatos de pano ou tiras de couro
ALQUEBRADO - enfraquecido, doente
ALQUILADOR - que aluga cavalgaduras para transporte
ALQUIMIA - a química da idade média
ALTANEIRA - altiva, magestosa
ALTER - raça de cavalo português
ALTIVEZ - soberba, orgulho
ALTRUÍSMO - dedicação ao seu semelhante, amor ao próximo
ALUMBRAS - iluminas, deslumbras
ALVAR - estúpido, parvo
ALVARÁ - licença, autorização para o exercício de qualquer actividade comercial
ALVÉOLAS - mulheres magras e franzinas
ALVITO - vila do concelho de Beja
ALVOR - primeiras luzes do dia
ÂMAGO - o centro, a essência
AMANHO - arranjo, preparo
AMANTILHADO - envolto numa mantilha ou xaile
AMARFANHA - humilha, amachuca, vexa
ÂMBAR - substância sólida e oleosa de perfume suave
AMOFINA - aflige, arrelia
AMORA - lugar do concelho do Seixal (Setúbal)
AMORDAÇA - impede, violenta, tapa a boca
AMURADA - muro, varandim
ANÁCRONO - retrógrado, de tempos passados
ANAIS - história de acontecimentos feita ano a ano
ANALOGIA - semelhança, parecença
ANCESTRAL - antigo, relativo a antepassados
ANCIĀO - antigo, homem muito velho
ANDAR AOS BALDÕES - à desventura, às contrariedades, ao infortúnio
ANDARILHO - que anda muito
ANDEIRO - (calão) prisão do Limoeiro
ANDRAJADO (mal)  - mal vestido, com roupa rota e suja
ANELOS - desejos ardentes, ânsia, aspirações
ANIQUILA" - reduz a nada, extingue, abate, destroi
ANTANHO (de) - de outrora, dos tempos passados
ANTE - perante, diante de:
APÊRO - fita de couro, arreios
ÁPICE - momento, instante
APORTEI - cheguei ao porto, fundeei, ancorei
APOUCA - rebaixa, amesquinha, humilha
AQUIETA - apazigua, serena, acalma
ARABESCOS - ornamentos artísticos árabes
ARANHOTA - sardinha
ARAUTOS - mensageiros, proclamadores
ARCANOS - secretos, ocultos
ARCHEIRO - (calão) ébrio, bêbado
ARDINA - vendedor de jornais
ARGÊNTEA - prateada, da cor da prata
ARISTOCRATA - distinto, gentil, culto, da classe dos nobres, nobre, privilegiado
ARMINHO - alvura, pureza
ARPOEI - segurei com o arpão, ancorei
ARQUILHO - anel
ARRAIS - mestre ou patrão de uma embarcação
ARREBOL - vermelhidão no céu ao pôr do sol
ARROBADO – pesado
ARROJO - coragem, audácia
ARROTEAR - desbravar, educar
ARTILHEIRO - soldado de artilharia
ARVOREI - fingi, emitei, alardeei
ASCENDENDO – subindo
ASCETA - que se dedica à vida de oração, eremita
ASPÉRRIMO - áspero, grosseiro, desagradável
ÁSPIDE - pessoa maledicente
ASSAZ - suficientemente, o bastante, quanto é preciso
ASSAZ" - o bastante, quanto é preciso, suficientemente
ASSOALHA - põe a descoberto
ASSOMAR - aparecer, aflorar, emergir
ASSOMO - ímpeto, aparição
ASSOPRADO - que o vento "empurrou" com força
ASTUTO - manhoso, sagaz, traquinas
ATALAIA (estar de) - estar de sobreaviso, de vigia, a observar
ATALAIA (estar de) - estar precavido, atento
ATASQUEIRO - terra mole
ATAVIADOS - enfeitados, adornados
ATILHO - cordão para atar
ÁTOMO - momento, curto espaço de tempo
ATRÊGO - (calão alentejano) acaso
ATROPELO - desprezo, passar por cima de
ATROZ - doloroso, lancinante, desumano
ATURDIDO - perturbado, atordoado
AUDAZ - arrojado, ousado, valoroso
AUGUSTO" - magestoso, magnífico, solene, venerando
ÅUREO - brilhante, de ouro, apogeu
AUSTERA - severa, rígida
ÁVARO - avarento, sovina
AVENTAR - deitar fora
AVENTURO - aventureiro, audaz
AVERBADO - registado por meio de verba
AVIDEZ - sofreguidão, desejo imoderado
AZENHA - moínho de roda movido a água
AZOUGADAS - espertas, vivas

quinta-feira, 16 de junho de 2016

B

BACANAMENTE - bem disposto, estar bem
BACANTE - mulher de bacanais, impúdica
BAGATAS - feitiços, bruxarias
BAGRE - peixe brasileiro
BAIO - diz-se do cavalo amarelo torrado com crinas pretas
BAIXELAS - conjunto de utensílios para serviço de mesa
BALBÚRDIA - algazarra, confusão, desordem
BÁLSAMO - alívio, conforto, lenitivo
BALUARTE - bastião, sustentaculo, lugar seguro
BAMBINELAS - cortinas de ornamento no interior das janelas
BANDONEON - espécie de acordeão
BANZA - viola, guitarra
BANZÉ - chinfrim, barulho
BASALTO - rocha vulcânica, dureza
BASBAQUE - pateta, parvo, que fica espantado
BASTELO - (calão) mão
BATEL - barco pequeno
BATO - parto para : vou até
BELADONA - planta venenosa, mulher maldizente
BEM ARMADOS - diz-se dos touros de cornos grandes e pontiagudos
BENFAZEJA - que faz bem
BENQUISTA - bem vista, estimada
BEQUE - defesa esquerdo ou direito no jogo de futebol
BERGANTIM - embarcação de dois mastros
BERRAR (ficar a)  - ficar sem o dinheiro, não reaver o que lhe é devido
BICO - princípio de bebedeira
BICO D'OBRA - assunto complicado, problema
BISCOITO - (calão) bofetada, sopapo
BIZARRA - excêntrica, esquisita
BOÇAL - grosseiro, estúpido
BOGA - espécie de peixe de água doce
BOGALHÃO – valente
BOJADOR - cabo da costa ocidental de África
BOLEEIRO - cocheiro, o que dirige as bestas
BOLÊTAS - (calão alentejano) bolotas
BONDA - basta
BONINAS – pretensiosas
BORCO - de boca para baixo
BORDEL - lugar de prostituição
BOTICA - (calão) cara, face
BRABANTE - província da Bélgica
BRADO - fama, clamor, causar sensação
BRAMIDO - grito de dor e raiva
BRAVATA - ameaça arrogante, fanfarrice
BREGA - briga, luta
BREJEIRO - malicioso, brncalhão
BREQUE - variação, baile popular
BRESUNDELA - brincadeira, pândega
BRICABRAQUE - adeleiro, ferro-velho
BRIDA - à rédea solta, a toda a pressa
BRIOL - (calão) frio
BRÔNZEO - duro, inflexível
BROTAM - nascem, desabrocham, criam
BRUMA - nevoeiro, sombra, mistério
BUCÉFALO" - ordinario, sendeiro
BUCÓLICAS - simples, inocentes, poéticas
BUGANVÍLIAS - planta trepadeira de flores avermelhadas
BUGIAR (vai) - vai embora, despedir alguém com desprezo
BULHENTAS - desordeiras, turbulentas
BULÍCIO - motim, revolta, agitação
BURGUESA - anti-liberal, anti artística, preconceito superior, classe média
BURILA - apura, retoca com precisão
BURRICADA - asneira, parvoíce
BUTES - (calão) pés
BÚZIO - concha de molusco

quarta-feira, 15 de junho de 2016

C * D

CABEÇÃO - gola, colarinho
CABIDELA - cabimento, assunto
CACHENÉ - lenço para agasalhar o pescoço
CACHUCHOS - anéis com grandes brilhantes
CADINHO - vaso onde se fundem metais
CALÃO - linguagem reles, gíria
CALÇADO DA MÃO - diz-se do cavalo com malhas nas patas
CALCANTE - sapato
CALÇÃO - bom cavaleiro
CAMAREIRA - mulher que faz serviço em bares
CAMBÃO - sociedade para comprar coisas em leilões
CAMBRAIA - tecido fino de linho ou algodão
CAMENAS - que inspiram poetas, musas
CAMONE - (calão) turista americano ou inglês
CAMPANUDO - pomposo, empolado
CAMPINO - homem do campo, guardador de touros, pastor
CANAPÉ - género de sofã
CÂNDIDA - pura, inocente, alva
CÂNDIDAS - puras, inocentes
CANEIRA DA MARACHA - pequeno canal de água (caneira), que separa os canteiros nas hortas (marachas)
CANETAS - (calão) pernas
CANJIRÃO - grande vaso para vinho
CANTOCHÃO - canto tradicional monótono e repetitivo
CAPACHO - pessoa demasiado servil
CAPATÃO - nome vulgar dado a uma espécie do peixe "Pargo"
CAPELO - espécie de capuz de religiosos
CAPONA - égua pequena mas forte
CARCAÇA - esqueleto
CARCOMIDA - gasta, corroída
CARPIR - soltar lamentos, gemer
CARRASCÃO -  vinho forte e adulterado
CARURU - espécie de esparregado, apetitosa iguaria
CÃS - cabelos brancos
CASA-de-TIA  - casa de prostituição, bordel
CASCATA - (calão) velhota
CASTORINA - tecido de pele de castor
CATERVA - muita gente, multidão
CATINGA - cheiro desagradavel
CATRAEIRO - barqueiro (de catraia)
CATRAPISCA - pisca o olho, namoradeira
CATRE - cama tosca e pobre
CATURRAR - discutir, teimar
CAUDILHO - chefe militar
CÁUSTICO - irónico, sarcastico
CAVALHADAS - torneios populares a cavalo
CAVO - ôco, cavernoso, profundo
CEATA - boa ceia, patuscada á noite
CEBOLA - (calão) relogio
CEGADA - mascarados cantando e pedindo. Peça em verso
CEGARREGA - muito palavreado, impertinência
CENTELHAS - faíscas de entusiasmo
CÉPTICO - descrente, duvidoso
CERRO - colina, outeiro
CERÚLEA - da cor do céu, azul celeste
CHACINAS - morticínios, matanças
CHAPADAS - encostas
CHARANGA - fanfarra à base de instrumentos metálicos de sopro
CHARNECA - terreno árido e inculto
CHARRUA - máquina de lavrar a terra
CHAVALA - (calão) rapariga, moça
CHICÓRIA - reles, impertinente
CHINFRINEIRA - desordem, algazarra
CHORA - carro de tracção animal para transporte público usado em Lisboa
CHORISIA - namorada, amante
CHORUME - abundância, opulência
CHOUPAL - mata de choupos (árvores)
CHUCHU - (calão do Brasil) muito, em abundância
CHUNGA - (calão) mau, que não presta
CIBÉRIO - espaço onde circulam dados e informações
CICUTA - planta da qual se extrai um líquido venenoso (Sócrates foi morto pela cicuta)
CILICIO - tormento, sacrificio voluntario
CINGIU - abraçou, envolveu
CIOSOS - desejosos, ciumentos, invejosos
CIPRESTE - símbolo da morte, da tristeza e dor
CÍRIOS - velas de cera
CITAR - avisar, intimar
CLARANTE – janela
COCHICHO - assobio com fole que, soprado, imita o som do pássaro com o mesmo nome
COIO - ordinário, reles
COJITO - reflicto, imagino
COLOMBINA - ladina, sedutora, esperta
COM TODOS OS "MATADORES - completo, com motivos sedutores
COMPADRIO - favorecimento, conluio, combinação para prejudicar outrem
CÔNCAVO - curvo, enviosado
CONCEITOS - opiniões, entendimentos
CONCHEGADINHA - agasalhada, confortada
CONCISO - preciso, exacto
CONDÃO - dom, virtude especial
CONFINA - estabelece barreiras, limita
CONFRANGER - causar dor, atormentar, angustiar
CONLUIO - combinação para prejudicar outrem
CONTRISTADO - penalizado, entristecido
CORCEL - cavalo nobre e belo
CORDAME - conjunto dos cabos de uma embarcação
CORJA - gente grosseira, gentalha
COROLA - conjunto de pétalas das flores
CORREEIRO - que faz ou vende correias ou outras obras de couro como: arreios, malas, etc
CORTAR - (calão) roubar
CORUSCANTES - reluzentes, faíscantes
COUPLET - (do francês), quadra
COVAL - terreno no cemitério
CRAVELHA - peça que retesa as cordas de instrumentos musicais
CREPÚSCULO - decadência, ocaso
CRIOULA - que fala um dialecto originário do português
CRISPAÇÕES – aborrecimentos
CUF - grande empresa industrial do Barreiro
CUIA - conflito, pancadaria
CURRO - conjunto de toiros que se correm no mesmo dia
CURTO (ferro) - diz-se do ferro mais pequeno que se crava no touro
- - -
DEAMBULANDO" - vagueando de um lado para outro
DEBULHADO - separado, descascado
DECANTADO - afamado, famigerado
DECEPA - interrompe, separa, desune
DECLINAR - recusar
DECRÉPITO - muito velho, gasto, arruinado
DEGENERADO - que perdeu qualidades,depravado
DEGREDADOS - desterrados, exilados
DEÍSTAS - que aceitam a existência de Deus mas regeitam qualquer culto
DELATOR - denunciante, acusador
DELEITA - dá prazer, delicia
DELFIM" - pessoa que será provavelmente o herdeiro de : título com que se designou o herdeiro do trono de França
DELIQUINDO - desmaiando
DELONGAS - demoras, adiamentos
DEMANDA - litígio, discussão
DENODADO - ousado, impetuoso
DERRADEIRO - último, do fim, extremo
DERRIBAR - abater, deitar abaixo
DERRUIR - desmoronar, derrocar
DESABRIDA - rude, áspera, insolente, grosseira
DESABROCHA - abre, desvenda
DESARRAIGO - arrancar pela raíz, destruição
DESBRAGADA - solta de linguagem, indecorosa
DESCANTES - cantadores, concerto de vozes
DESDÉM - desprezo, desalinho
DESDITA - desgraça, infelicidade
DESDOIRO - descrédito, vergonha
DESFASTIO - graça, bom-humor, distracção
DESGARRA - afasta, isola
DESGARRADA - cantiga popular ao desafio
DESGRUDADO – descolado
DESMANDOS - infracções, desobediências
DESPLANTE - atrevimento, descaro, ousadia
DESPOJOS - restos mortais
DESPÓTICO - tirânico
DESTREZA - geito, habilidade, agilidade
DESVARIO - desatino, extravagância
DESVELOS - cuidados, carinhos, dedicação
DETONANTE – explosivo
DEVASSAS - desonestas, corruptas
DEVESA - quinta murada, (cercada por muro)
DIADEMAS - coroa ou enfeite em forma de coroa no alto da testa
DIAPASÃO - instrumento de aço de dois ramos que dá o tom
DICHAVAR - interrogar, ditar
DIFUSO" - espalhado, derramado, divulgado
DILACERADAS - despedaçadas, amarguradas, destroçadas
DILECTO - preferido, muito querido
DILIGENTE - zeloso, cuidadoso
DIMANA - brota, flui, nasce
DISPLICENTE - descontente, desagradado, aborrecido
DITOSA - feliz, venturosa
DIVA - deusa, cantora notável
DIVISA - norma de conduta a seguir
DOBRES - toque dobrado de sinos
DOLENTE - que revela dor, magoado, triste
DONAIROSA - jovial, gentil
DORAVANTE - daqui em diante, futuramente
DOSSEL - armação de madeira que se coloca sobre as camas para ornamento
DOUTOS - muito instruidos, sábios
DRAMALHÕES - grandes dramas
DUCAL - da área do Duque
DUENDES - espíritos sobrenaturais que se supunha fazerem travessuras de noite dentro das casas
DÚLCIDO - meigo, delicado